Descrição de chapéu Zona Sul

Obras em ciclovia na zona sul de SP seguem atrasadas

Implantação do equipamento estava prevista para iniciar em dezembro

São Paulo

Os ciclistas que transitam entre os bairros da Vila Mariana e do Jabaquara, na zona sul da capital, não têm faixa exclusiva no percurso.

A ciclovia na rua Domingos de Morais ainda não começou a ser construída. A data prometida para o início das obras era 16 de dezembro de 2019, de acordo com a prefeitura, sob gestão Bruno Covas (PSDB). No local, existe apenas uma placa até o momento.

Incluso no Plano Cicloviário da cidade de São Paulo, o trecho de dois quilômetros ligará a estação Vila Mariana da linha 1-azul do metrô até a avenida Jabaquara.

Sem custos para a Prefeitura de São Paulo, a obra é paga pelo Colégio Marista Arquidiocesano. A ação seria uma compensação de impacto no trânsito pela ampliação das atividades da instituição, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

Em maio de 2019, reportagem do Agora mostrou que, mesmo com o projeto aprovado em audiência pública em 2018, a prefeitura não havia iniciado a implantação da ciclovia. 

Na quarta-feira (8) e nesta segunda-feira (13), a reportagem percorreu todo o trecho da avenida e viu apenas uma placa informando sobre a obra.

Trecho da rua Domingos de Morais, na zona sul da capital paulista, onde vai ser implantada uma ciclovia, mas a obra está atrasada - Rivaldo Gomes/Folhapress

Evandro Santos Souza, 24, faz entregas todos os dias de bicicleta, pela região. Ele costuma andar pelo canto da pista para desviar dos carros. "É perigoso. Mas, fazer o quê?", afirma.

José Brito, de 54 anos, que trabalha na Vila Mariana com frequência, também já observou situação parecida. "Aqui, ciclista fica andando no meio dos carros", conta o motorista de aplicativo. Na região é comum ver ciclistas também transitando pelas calçadas. 

Resposta

As obras da ciclovia foram iniciadas na última quarta-feira (8), segundo a CET. Em nota, o órgão afirma que "a empresa Infravias, contratada pelo Colégio Arquidiocesano é a responsável pela obra da ciclovia". A CET afirma ainda que os projetos da ciclovia "passaram por todas as revisões necessárias" e "foram liberados em dezembro de 2019".

Já o Colégio Marista Arquidiocesano informa que o cronograma da obra começou em janeiro "devido à finalização dos trâmites" das atividades. Em nota, o colégio afirma que "já teve início a etapa de topografia" e que o projeto dura "cerca de 120 dias dependendo das condições climáticas".

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.