Descrição de chapéu Interior

Homem afirma ter sido agredido por ser judeu

Vítima diz que foi espancada por três homens no interior de SP

São Paulo

Um homem de 57 anos afirma ter sido agredido por três pessoas, ainda não identificadas, por ser judeu. O crime ocorreu no último dia 10 em Jaguariúna (123 km de SP). O caso foi registrado como lesão corporal e injúria racial.

A vítima afirmou em depoimento à polícia que caminhava em direção à rodoviária da cidade, para pegar um ônibus, quando foi abordada por três homens na rua Anésia Venturini. O homem disse que que usava um quipá, que é utilizado por judeus na cabeça. 

O trio, ainda de acordo com a vítima, se aproximou e a chamou de “judeuzinho verme”. Ela também disse que um dos homens a agarrou pela cintura, outro pelo pescoço, enquanto o terceiro lhe deu um chute.

“Depois outro veio e agrediu [a vítima] com um soco de baixo para cima, atingindo os dentes do homem, que veio cair ao solo”, diz trecho de boletim de ocorrência. 

Após as agressões, o quipá foi cortado com um canivete, de acordo com a vítima. Em depoimento, o homem disse que os agressores afirmaram que da próxima vez que encontrassem o “judeuzinho” a "violência seria pior.” 

A vítima foi ao hospital, onde acabou medicada. Ela registrou um boletim de ocorrência na delegacia de Jaguariúna dois dias após as agressões.

Resposta

A Polícia Civil afirma que a vítima iria prestar um novo depoimento na SIG (Setor de Investigações Gerais) ainda nesta quinta-feira (27).

O intuito é que o homem agredido dê mais detalhes sobre a característica dos suspeitos, além de indicar o local exato do crime, para que eventuais imagens de câmeras de monitoramento sejam identificadas.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.