Descrição de chapéu Grande SP

Diretor de Obras de Jandira é assassinado a tiros no centro da cidade

Crime ocorreu nove anos após o homicídio do prefeito Walderi Braz Paschoalin (PSDB)

São Paulo

O diretor de Obras de Jandira (Grande SP), Rosenildo Fernandes da Silva, 40 anos, foi morto com ao menos quatro tiros, por volta das 7h desta sexta-feira (13), quando caminhava perto do viaduto José Manoel da Conceição, no centro da cidade. A polícia investiga o que teria motivado o crime.

Segundo a Polícia Militar, um suspeito, ainda não identificado, se aproximou em uma moto de Silva, que em seguida foi baleado ao menos quatro vezes. O criminoso fugiu em seguida. O político morreu no local.

O diretor de Obras de Jandira (Grande SP), Rosenildo Fernandes da Silva, morto a tiros na manhã desta setxa-feira (13) - Reprodução/Facebook

O diretor fazia este percurso todos os dias, de acordo com a polícia, para ir até o trabalho. Nenhum objeto dele foi levado pelo atirador.

A SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), afirmou que o caso foi registrado como homicídio e é investigado pela delegacia da cidade, "que trabalha para identificar a motivação e prender o autor do crime", diz trecho de nota.

O Setor de Homicídios e de Proteção à Pessoa de Carapicuíba (Grande SP) auxilia nas investigações.

O crime ocorreu nove anos e quatro meses após o prefeito da cidade, Walderi Braz Paschoalin (PSDB), 62 anos, ser morto com ao menos 13 tiros, quando chegava em uma rádio para apresentar o programa semanal “Bom Dia, Prefeito.”

Prefeitura

A prefeitura de Jandira, gestão Paulo Barufi (PTB), confirmou “com grande pesar” a morte do diretor de Obras da cidade.

O governo municipal acrescentou que este foi o único cargo ocupado pela vítima, assumido em novembro de 2018, “prestando ótimos serviços à população jandirense”, diz trecho de nota.

Ele deixa mulher e quatro filhos.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.