Descrição de chapéu Grande SP

Casal de idosos e filho deles são agredidos na garagem de casa no ABC

Em registro feito com celular, suspeita ameaça vítimas de morte e idosa de 83 anos grita por socorro

São Paulo

Um casal de idosos, ambos de 83 anos, foi agredido na garagem de casa por volta das 0h30 desta segunda-feira (16), após o filho deles, que também se machucou, se desentender com um casal de vizinhos, em São Caetano do Sul (ABC).

A defesa dos suspeitos afirmou por telefone que neste momento “irá se resguardar” sobre o caso.

O filho dos idosos, um sonoplasta de 49 anos, afirmou nesta quarta-feira (18) que foi provocado pelo casal no momento em que fechava o portão da residência onde mora com os pais.

“Eles [o casal] estavam em frente de casa. Pareciam alterados, não sei porquê. Aí começaram a me provocar, xingar de boneca, de 'viado'. Aí resolvi entrar em casa, pegar o celular e voltar para gravar as ofensas. Isso os deixou furiosos”, afirmou.

Por causa da confusão, os pais do sonoplasta acordaram e também foram até a garagem para verificar o que acontecia, conforme relatou o filho ao Agora.

Idosa de 83 anos machucou joelho esquerdo após ser supostamente agredida por vizinha, no início da madrugada desta segunda-feira (16), em São Caetano do Sul (ABC). O marido dela, também de 83 anos e o filho, um sonoplasta de 49 anos, também foram agredidos pelo companheiro da suspeita, segundo boletim de ocorrência. Caso foi registrado como lesão corporal - Arquivo Pessoal

Segundo as imagens captadas pelo celular, quando o sonoplasta abre o portão da residência, a vizinha o ameaça. “Fica filmando pra ver o pau que você vai levar”, afirma a mulher, segundo o vídeo, enquanto entra na garagem da casa das vítimas, acompanhada do companheiro. Após isso, o aparelho cai no chão e registra somente sons.

Já dentro da garagem, ainda de acordo com o registro feito pelo celular, a suspeita grita “vou matar vocês”, enquanto é possível ouvir o barulho das supostas agressões. Em seguida, a idosa de 83 anos, que tem problemas auditivos, segundo o filho, grita por socorro.

Foi registrado na Delegacia do Idoso de São Bernardo do Campo que a suspeita teria derrubado e agredido a idosa com chutes. O vizinho, de acordo com boletim decorrência, teria derrubado o idoso e dado “vários chutes nele”, além de também agredir o sonoplasta. Os suspeitos fugiram em seguida, após embarcarem em um carro.

A Polícia Militar foi acionada e chegou ao local cerca de dez minutos após as agressões. Policiais acompanharam as vítimas até o hospital Santa Ana, onde foram atendidas e, em seguida, liberadas.

Na unidade de saúde , o sonoplasta descobriu que havia quebrado a mão e luxado o ombro esquerdo. A mãe dele teve uma torção no joelho esquerdo, por conta das supostas agressões, e agora precisa usar cadeiras de rodas.

“Pode ser que ela precise fazer uma cirurgia ainda, pelo que os médicos me falaram”, disse o filho da idosa. O pai dele também se feriu e está com hematomas e escoriações pelo corpo. O idoso é cego de um olho, em decorrência de um glaucoma.

O sonoplasta ainda iria nesta quarta-feira à Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), no centro da capital paulista, para registrar um boletim de ocorrência de homofobia, por causa das ofensas que afirma ter sido alvo durante as agressões.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.