Descrição de chapéu Coronavírus Grande SP

Cidades paulistas apertam o cerco e suspendem até transporte noturno

Ônibus deixam de circular em Santo André, São Bernardo e Diadema às 22h

Juliana Finardi
São Paulo

Cidades da Grande São Paulo decidiram endurecer as regras no combate a Covid-19. Com medidas ainda mais rígidas, que vão além do imposto pela fase mais restritiva do Plano São Paulo, Santo André, São Bernardo e Diadema, no ABC paulista, suspenderam a circulação dos transportes coletivos entre 22h e 4h.

Entre outras medidas que apertam o cerco da pandemia também está a diminuição nos períodos de funcionamento dos supermercados e dos sistemas delivery. Um dos municípios, Mauá, também na região do ABC, até implementou multa para quem descumprir as novas regras. São Caetano, Osasco e Guarulhos seguem o Plano à risca, sem alterações.

O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), que também é presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, mira a população abaixo dos 40 anos, faixa etária que predomina entre a metade das internações por coronavírus na cidade.

“As restrições adicionais visam reduzir a circulação de pessoas no período noturno. Observamos que estes locais abertos (supermercados, lojas de conveniência, bares e lanchonetes), principalmente nos finais de semana, abasteciam as reuniões de jovens em locais públicos”, afirmou.

Serra também disse que já começou a observar uma redução no ritmo de internações, porém a cidade ainda encontra-se em um patamar elevado de ocupações de leitos com 91%, mesmo tendo ampliado 50 vagas nas UTIs.

A Guarda Civil Municipal de São Bernardo do Campo (ABC) realiza blitze no bairro Montanhão, - Prefeitura SBC - 1º.mar.21/ Divulgacao

Com relação ao transporte, que não circula entre as 22h e 4h, o prefeito disse que conversou com as indústrias que não paralisaram os serviços para adequar as operações aos coletivos. “Temos fabricante de pneus e um grande centro de call center. As indústrias não foram paralisadas. Conversei pessoalmente com todos para adequarmos a operação deles ao nosso transporte para não deixarmos de atender nenhum trabalhador. Temos monitorado de perto as linhas, em especial as que fazem as conexões entre o trem e os bairros, e não deixamos ninguém sem transporte.”

O feriado de Páscoa, de acordo com Serra, vai ser avaliado pelos prefeitos através do consórcio entre o final desta semana e início da próxima. “Preocupa porque um feriado poderia ser novamente uma espécie de estímulo para as pessoas se reunirem, mas é hora de nos cuidarmos”, disse, ao afirmar também que conversa a cada dois dias com os demais prefeitos da região e que, qualquer tipo de medida relacionada ao período, ainda será discutida.

Mauá aplica multa

Em Mauá, quem for flagrado ao descumprir as regras vai pagar multa de R$ 231,73 e, no caso de reincidência, R$ 926,92 além de cassação do alvará e lacração do estabelecimento. A prefeitura afirmou, por meio de nota, que o objetivo é restringir a circulação de pessoas com segurança e responsabilidade. “A aplicação de multa foi incluída no decreto como medida protetiva para evitarmos abusos. Desde o início de janeiro, as equipes da Vigilância Sanitária e da Guarda Civil Municipal já realizaram 2.330 inspeções em estabelecimentos comerciais. Ao todo, foram aplicadas 65 multas e 8 comércios precisaram ser lacrados”, diz a nota.

Já São Bernardo, manteve seu toque de recolher, diferente do adotado pelo estado, que é das 20h às 5h. “Diferentemente do anunciado pelo governo do estado, o toque de recolher, implementado em São Bernardo desde o dia 27 de fevereiro, continua sendo das 22h às 4h, com suspensão do transporte coletivo neste período”, informou, por meio de nota, a prefeitura da cidade.

Ainda de acordo com a prefeitura, os supermercados estão autorizados a funcionar até as 22h (com saída iniciada às 21h) e as lojas de conveniência em postos de combustíveis, até as 20h, desde que respeitados os protocolos sanitários, como higienização de carrinhos e cestas de compras a cada uso, disponibilização de álcool em gel, entre outros.

Em Diadema, as rondas da Guarda Municipal priorizam a orientação. “Principalmente de bares e similares, bem como seus frequentadores. Em caso de desobediência, a pessoa é levada à delegacia”, informou a Prefeitura, por meio de nota, ao salientar que não houve nenhum caso até o momento. O município aguarda posicionamento do Estado para adotar medidas de encerramento, manutenção ou endurecimento das normas.

Saiba mais sobre as restrições nas cidades

Santo André

  • Transporte coletivo: suspenso das 22h às 4h
  • Supermercados: autorizados a funcionar até as 21h
  • Bares e lanchonetes: podem funcionar em delivery até as 21h
  • Lojas de conveniência: podem funcionar em delivery até as 21h

São Bernardo

  • Toque de recolher: das 22h às 4h
  • Supermercados: autorizados a funcionar até as 22h (com saída iniciada às 21h)
  • Lojas de conveniência e postos de combustível: até as 20h, desde que respeitados os protocolos sanitários como higienização de carrinhos e cestas de compras a cada uso, disponibilização de álcool em gel, entre outros
  • Restaurantes, bares e lanchonetes: permitido delivery 24 horas e drive-thru até as 21h
  • Transporte coletivo: suspenso das 22h às 4h

Diadema

  • Transporte coletivo: suspenso das 22h às 4h
  • Teletrabalho: obrigatório para atividades administrativas não essenciais como escritórios e quaisquer outras atividades de setores não essenciais e órgãos públicos

Mauá

  • Escolas municipais e particulares: devem permanecer fechadas (apenas com ensino remoto) até o dia 30 de março
  • Multa: quem for flagrado infringindo regras da fase poderá ser multado em R$ 231,73 e, no caso de reincidência, o valor subirá para R$ 926,92 além de cassação do alvará e lacração do estabelecimento

São Caetano

  • A cidade segue estritamente as determinações do estado na fase emergencial do Plano São Paulo

Osasco

  • A cidade segue as mesmas restrições impostas pelo estado na fase emergencial do Plano São Paulo

Guarulhos

  • A cidade segue as mesmas restrições impostas pelo estado na fase emergencial do Plano São Paulo

Fonte: prefeituras

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.