Descrição de chapéu Coronavírus Grande SP

Guarda municipal acaba com três pancadões com 750 pessoas em São Bernardo do Campo

Eventos ocorreram no domingo em três bairros da periferia

São Paulo

A GCM (Guarda Civil Municipal) de São Bernardo do Campo (ABC paulista) encerrou neste domingo (21) três pancadões que reuniam cerca de 750 pessoas, a maioria delas sem máscara. Por causa das medidas de prevenção contra o coronavírus, todos os eventos que promovam aglomerações estão proibidos de serem realizados.

De acordo com a Prefeitura de São Bernardo, gestão Orlando Morando (PSDB), a maior concentração de pessoas ocorreu na avenida Juscelino Kubitschek, no Jardim Nazareth, periferia da cidade. A GCM informa que os frequentadores chegaram bloquear a via com carros de som.

Ação da GCM de São Bernardo do Campo dispersou cerca de 750 pessoas de festas clandestinas - Divulgação/PMSBC

Após a chegada dos guardas, parte dos jovens fugiu por ruas laterais. A GCM informa ainda que, no início do mês, já havia sido flagrado um pancadão no mesmo local.

Os outros dois pancadões encerrados pela Guarda Civil ocorreram no Sítio Bom Jesus e no Jardim Calux, onde os agentes da corporação precisaram utilizar munição química para dispersar os frequentadores.

Ainda segundo a Prefeitura, 105 estabelecimentos foram fechados por fiscais do município por funcionamento irregular ou desrespeito às normas sanitárias. Também houve a apreensão de sete veículos.

Situação crítica

No domingo, a cidade de São Bernardo estava com uma taxa de ocupação de 88% nos leitos municipais de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Na enfermaria, o índice de utilização chegou a 89%.

Desde o último sábado (20), todos os serviços essenciais no município só podem funcionar até as 19h - restrições mais rígidas do que as do toque de recolher adotado pelo governo do estado, gestão João Doria (PSDB).

A medida não se aplica a hospitais, serviços de emergência, farmácias, laboratórios, hospitais veterinários e demais atividades consideradas essenciais à área da saúde. Após as 19h, também poderão funcionar indústrias, empresas de telecomunicação e de segurança. Os serviços de delivery podem funcionar o dia todo e o transporte público fica suspenso entre 22h e 4h.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.