Polícia Federal prende bando que transportava cocaína em casco de navios cargueiros para a Europa

Foram apreendidos 14 carros de luxo e seis imóveis de alto padrão

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A PF (Polícia Federal) desmantelou nesta terça-feira (24) uma quadrilha que usava pequenos navios pesqueiros para transportar drogas do Rio de Janeiro até o Espírito Santo, e, de lá, para a Europa.

As investigações apontaram que o grupo usava até mergulhadores profissionais para que eles acoplassem cocaína em navios cargueiros.

Polícia Federal deflagrou a operação Tamoios, visando combater o tráfico internacional de drogas, com foco no modal marítimo. - Divulgação/Polícia Federal

Nesta terça, 60 agentes foram em endereços do Rio e do Espírito Santo para cumprir 12 mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão. Foram apreendidos 200 kg de cloridrato de cocaína (cocaína refinada), 14 veículos de luxo e ainda seis imóveis de alto padrão na capital fluminense e ainda em Mangaratiba, na região metropolitana do Rio, e em Guarapari (ES).

Sem informar valores, a PF comunicou ainda que foi apreendida uma grande quantidade em dinheiro.

A operação desta terça, denominada Tamoios, é fruto de dois anos de investigações e contou com apoio da Capitania dos Portos dos dois estados, de acordo com a PF.

Segundo as investigações, o uso de pequenos navios pesqueiros e a justificativa de pesca artesanal e de mergulho era um disfarce da quadrilha para, na verdade, chegar próximo das grandes embarcações. O grupo contava com ajuda de organizações criminosas estrangeiras, disse a PF em nota.

O destino da droga era o maior porto da Europa, o de Roterdã, na Holanda.

Procurada, a PF não informou mais detalhes da operação.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.