Descrição de chapéu Opinião

Luís André Rosa: Injustiçado

Melhor zagueiro do mundo, holandês Virgil Van Dijk não levou o prêmio máximo da Fifa

Quando garoto, o holandês Virgil Van Dijk jogava bola nas ruas de Breda, na Holanda, e tentava imitar os lances mágicos do seu ídolo, o brasileiro Ronaldinho Gaúcho. O tempo mostrou que ele levava jeito, mas não para ser um astro do meio-campo. Tornou-se então um zagueiro, e dos bons. Tanto que, aos 28 anos, o jogador ídolo do Liverpool é o melhor atleta na posição.

Poderia ter alcançado o prêmio de melhor jogador do mundo, mas aí a história é ingrata para alguém que escolhe atuar na defesa. Na premiação da Fifa, nesta segunda (23), o holandês perdeu a disputa para o argentino Lionel Messi, do Barcelona, que foi eleito pela sexta vez e tornou-se o maior vencedor entre os homens.

Jogador segura dois troféus
O zagueiro holandês Virgil Van Dijk foi eleito o melhor jogador da Europa na temporada 2019/2019; na eleição da Fifa, nesta segunda-feira (22), o meia Lionel Messi deu troco e ficou com o prêmio. - Valey Hache - 29.ago.19/AFP

Muitos torceram o nariz diante da possibilidade de Van Dijk (pronuncia-se van dêic), que se consagrou como melhor jogador da Europa graças à conquista do Liverpool da Liga dos Campeões, levar também o prêmio da Fifa. Os contrários dizem que é um absurdo pensar que alguém vá ao estádio ou assista aos jogos na TV por causa de um zagueiro. Outro ponto salientado é que um defensor é a antítese do futebol, afinal, ele está ali para estragar o que é o maior barato do esporte: o gol.

São argumentos válidos, mas vamos tentar enxergar pela perspectiva de um zagueiro. Por chegar ao auge da carreira em tempos de tantos craques que possuem uma enorme facilidade para destruir defesas, Van Dijk deveria ser agraciado com todas as premiações.

Ter um zagueiro entre os três melhores do mundo serve de inspiração também para muitos garotos. O mundo do futebol não foi feito apenas para quem ama Messi ou Cristiano Ronaldo. O talento de Van Dijk joga uma luz para mostrar que os dois craques não são invencíveis. Ou seja, uma ótima defesa também é sinônimo de títulos.

Na última coluna cometi o deslize e citei que Neymar poderia estrear na Liga dos Campeões. Suspenso, o brasileiro só vai defender o PSG na terceira rodada.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.