Descrição de chapéu Opinião

Otavio Valle: Até o último chute

São Paulo

Quando todas as apostas se viravam em torno do nome do zagueiro holandês Virgil van Dijk como melhor futebolista da temporada 2018/2019, eis que Lionel Messi surgiu novamente. Contra todas as expectativas, o baixinho argentino ergueu sua sexta taça de melhor do mundo.​

Messi discursa após receber seu sexto troféu de melhor jogador do mundo, estabelecendo o recorde entre os homens e empatando com a brasileira Marta
Messi discursa após receber seu sexto troféu de melhor jogador do mundo, estabelecendo o recorde entre os homens e empatando com a brasileira Marta - Marco Bertorello - 23.set.19/AFP


Virgil van Dijk, aos 28 anos, é realmente um zagueiro extraclasse. Daqueles que nos lembra um Luís Pereira, um Paolo Maldini, um Darío Pereyra, um Figueroa ou um Gamarra.

O holandês tem completo domínio da grande área. Ao seu lado, até mesmo um pereba consegue jogar bem. Não foi por acaso que o Liverpool pagou cerca de R$ 390 milhões ao Southampton no final de 2017 para contar com o beque no time vermelho.

Mas Messi é Messi, não é minha gente? Mesmo sem levar o Barça à final da última edição da Liga dos Campeões da Europa, ou mesmo colecionando mais um fracasso com a seleção argentina durante a Copa América, o meia de 32 anos marcou nada menos do que 51 gols em 50 jogos disputados na temporada. De lambuja, o craque sapecou 22 assistências para seus companheiros brilharem.

Muito se fala da objetividade e eficiência do Cristiano Ronaldo. O português é um verdadeiro fora de série, como o argentino. Não entro na discussão de quem é melhor. Cada um é craque à sua maneira. Mas Messi carrega consigo a alegria e a arte. Jogadores como Messi raramente aparecem. Eles levam fantasia para dentro do esporte.

Por isso, assisto a cada jogo do Messi como se fosse o último. Quantos anos ele ainda tem de carreira pela frente? É uma pena que jogadores deste quilate um dia parem de jogar.

Por que não jogam até os 50, 60 anos? Eles nunca deveriam parar. Para quem ama o futebol bem jogado, cada minuto de Messi é um bem precioso.

Seja 6 ou seja 100: não me importam quantos prêmios de melhor jogador de futebol do mundo o craque vai receber até pendurar as chuteiras. Quero aproveitar até seu último chute.

 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.