Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Hernanes entra, Luciano marca, Tricolor vence e Diniz sobrevive

Com vitória, São Paulo já é o terceiro colocado no Brasileirão

São Paulo

E o destino não quis me ver como raiz, de uma flor de lis... Alô, povão, agora é fé! Enquanto a tradicional família brasileira acompanha o noticiário policial que investiga se a pastora Flordelis e o marido foram a uma casa de swing na noite do crime e seguimos empilhando cadáveres (117.756) da pandemia tratada por "gripezinha" pelo lunático vendedor de cloroquina travestido de presidente, o CovidãoBR-2020 tocou a vida no futuro, e, antes de muitas equipes completarem cinco jogos, rolou São Paulo 1 x 0 Athletico-PR, partida válida pela 11ª rodada.

Luciano voltou a salvar o Tricolor e o técnico Fernando Diniz no Campeonato Brasileiro
Luciano voltou a salvar o Tricolor e o técnico Fernando Diniz no Campeonato Brasileiro - Divulgação/saopaulofc.net

Confuso? Muito! Mas, certamente, não mais confuso que as atuações das equipes no primeiro tempo. Na luta para se manter no cargo, Fernando Diniz abriu mão da posse de bola "dinizista" e, em troca, não fez nada. Do outro lado, o decepcionante Athletico-PR teve todos os deméritos pela quarta derrota consecutiva.

Com 45 minutos de atraso, Paulinho Boia e Hernanes voltaram para o segundo tempo nos lugares dos inexistentes Vitor Bueno e Gabriel Sara. Mesmo com cinco substituições permitidas, Tchê Tchê, por incrível que pareça, voltou para a etapa. Vale o parêntese: a paixão pelo volante que não marca, não arma nem finaliza é um dos muitos itens inexplicáveis de Diniz.

Voltando à pelada, o Athletico-PR também mexeu: Geuvânio ficou no vestiário e deu lugar a Christian. Troca de bulhufas por nadica de nada!

Já o Tricolor melhorou. Até porque o Hernanes 2020, mesmo muito longe do melhor Hernanes nos velhos tempos, não precisa fazer nenhum esforço para jogar mais do que Sara, Vitor Bueno... E, em um escanteio, como no 1 a 1 com o Bahia, saiu o gol de Luciano, 1 a 0, placar "antecipado" pela coluna. Com a vitória, Diniz sobrevive e dirige o São Paulo contra o Corinthians, domingo, às 11h, no Morumbi. E o Athletico-PR tem que pegar a tabela e mirar mais para o Coritiba do que os líderes.

*

Platão: "Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida".
Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca! E no agora.com.br!

*

Cruzeiro
A história de que o ano pós-rebaixamento é uma teta para os gigantes não está se repetindo com a Raposa. A equipe, que começou a Série B do Brasileiro devendo seis pontos e não tem o acesso dado como favas contadas, não passou da primeira fase no Mineiro e, ontem, com o 1 a 1, foi despachado pelo CRB na Copa do Brasil.

Portuguesa
Com dois gols de Lucas Douglas, a Lusa sapecou 2 a 0 no Juventus e, com uma rodada de antecedência, juntou-se a São Bernardo, São Caetano e Taubaté como equipes classificadas à próxima fase. Restam quatro vagas. No final, duas equipes ocuparão os lugares de Oeste e Água Santa na Série A-1 de 2021 do Paulista.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.