Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

FMU não concede desconto prometido; veja outras queixas

Estudante afirma ter o mesmo problema em todo começo de semestre do curso

Laíssa Barros
São Paulo

O estudante de medicina veterinária Robson Passuello, 42 anos, de São Caetano do Sul (ABC), informa que foi contemplado com uma bolsa de 50% no curso da FMU, mas que os boletos do semestre chegaram com o valor completo da mensalidade.

“Não é a primeira vez que isso acontece. Na verdade, em todos os outros semestres a bolsa não foi lançada e me cobraram o preço errado. Sempre tive que reclamar”, afirma Passuello.

Segundo o leitor, dessa vez ele entrou em contato diretamente com a central de atendimento da FMU, mas foi informado de que eles não poderiam resolver a situação e que não havia desconto algum vinculado a sua matrícula.  

“A ouvidoria da faculdade respondeu a mesma coisa. Eles não procuraram o histórico dos meus pagamentos para verificar que em todos os outros semestres paguei com desconto de 50%.”
Passuello diz estar cansado de reclamar. “Vou processar caso não resolvam em definitivo”, conta. 

“Não é a primeira vez que isso acontece. Na verdade, em todos os outros semestres a bolsa não foi lançada e me cobraram o preço errado. Sempre tive que reclamar”, afirma Passuello - Karime Xavier / Folhapress

Faculdade atualiza valor do boleto

A FMU informa que o boleto com o valor da mensalidade atualizado já se encontra disponível. 
A instituição diz ainda estar à disposição para esclarecer eventuais dúvidas.

“Espero que essa autorização seja definitiva. Sei que não é um problema que acontece apenas comigo”, afirmou Passuello.

Outras reclamações

Itaú 

O autônomo Francisco Marcelo de Souza, 40 anos, do Burgo Paulista, na Ponte Rasa (zona leste), conta que adquiriu um cartão de crédito do Itaú, mas os valores gastos não aparecem no aplicativo do banco. “Preciso saber o que gastei antes do pagamento”, diz Souza. 

Resposta 

O Itaú informa que é possível o cliente acompanhar o saldo da fatura por meio do aplicativo, após informar o número do cartão e a senha de quatro dígitos. O banco afirma que tentou contato com o cliente várias vezes, mas não obteve sucesso.

Vivo  

O contabilista Zenaldo Pereira Souza, 58 anos, do Capão Redondo (zona sul), afirma que contratou o serviço da Vivo TV por R$ 69, mas a operadora lhe manda faturas com valores diversos. “Tenho que ficar ligando para alterar o contrato que, a cada seis meses, eles aumentam sem avisar”, queixa-se ao Agora. 


Resposta 

 A Vivo informa, por meio de nota de sua assessoria de imprensa, que entrou em contato com o cliente para prestar os esclarecimentos necessários. “Corrigiram o valor da fatura. Espero que não precise mais reclamar”, disse o leitor em novo contato.


Net 

O especialista em comunicação visual, Wilmar Ferreira, 56 anos, da Vila Iório (zona norte), conta que pediu para a Net cancelar seu pacote de canais da HBO, mas a empresa também cancelou os canais da Telecine. “Reclamei na operadora e me deram 72 horas para o retorno, mas já se passaram 30 dias e nada aconteceu”, afirma Ferreira. 


Resposta 

Por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, a Net informa que entrou em contato com o cliente e regularizou a situação. Em novo contato com o Agora, Ferreira confirmou que a solução do problema e o retorno dos canais.

Casas Bahia

"Em maio, comprei um computador no site das Casas Bahia e, além de entregarem o produto após a data prometida, ele veio quebrado e não funciona. Tentei ajuda em lojas físicas e pelo SAC da empresa, mas não resolveram nada", conta Manoel Antônio Ferreira da Cruz, 65 anos 


Resposta 

Em nota da assessoria de imprensa, as Casas Bahia afirmam que entraram em contato com o cliente para informá-lo que o produto será coletado e o estorno da compra será realizado em seguida. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.