Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Infiltração em escola municipal prejudica imóvel de leitor

Aposentado reclama que, há mais de 40 anos, sua casa sofre com vazamentos e infiltrações vindos da escola

Laíssa Barros
São Paulo

O aposentado Luiz Alberto Spinola de Castro, 72 anos, da Chácara Inglesa (zona sul), reclama que infiltrações e vazamentos de uma escola municipal estão causando danos a sua residência há mais de 40 anos e que, segundo ele, a Prefeitura de São Paulo nunca arcou com os prejuízos ou tentou resolver a situação.

“A escola foi construída atrás da minha casa e, desde então, virou uma grande dor de cabeça. Infiltrações, muros com rachaduras, vazamentos e risco eminente de acidente são alguns exemplos disso”, afirma ele.
Castro conta que fez vários reparos com dinheiro do meu próprio bolso. “Inclusive, dentro da escola municipal, para que minha casa não sofresse ainda mais com essas irregularidades.” 

Segundo o leitor, ele vem pedindo há anos para que vários órgãos da prefeitura resolvam a situação, mas afirma que nunca foi atendido pela administração. 

“Tenho fotos, emails e protocolos que enviei para ouvidoria da prefeitura, diretoria de ensino, subprefeitura, e, inclusive, para a diretora”, afirma.

“A infiltração nunca acabou, já que eles nunca fizeram uma obra que resolvesse o problema dentro da escola. Eu não aguento mais arcar com tudo sozinho. A prefeitura continua negando a gravidade da situação, mas, a qualquer momento, os muros rachados podem cair em cima de alguém e eles terão que responder judicialmente”, diz Castro.

Prefeitura de São Paulo: 156

Luiz Alberto Spinola de Castro,72 anos, diz temer que as rachaduras causadas pela infiltração acabem derrubando os muros em cima de alguém. “A prefeitura terá que responder judicialmente”, afirma ele  - Rivaldo Gomes/Folhapress

​Prefeitura diz que fará obras

A Diretoria Regional de Educação do Ipiranga informa que a escola receberá obras emergenciais para sanar imediatamente os transtornos causados ao leitor. Segundo o órgão, engenheiros e técnicos estiveram no local e os reparos devem ser iniciados ainda no mês de julho.“Espero que um milagre aconteça, pois já ouvi essa resposta várias vezes. Inclusive, nenhum profissional visitou minha casa”, disse Castro.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.