Descrição de chapéu INSS

INSS vai mudar pagamento da aposentadoria a partir de 2020

Hoje, o cartão-benefício pode ser usado apenas para saques

Laísa Dall'Agnol
São Paulo

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) anunciou nesta semana que, a partir de 2020, todos os novos benefícios terão o primeiro pagamento feito por meio de cartão magnético, que poderá ser usado também na função débito, para fazer compras.

Hoje, para receber o primeiro pagamento, o segurado recebe uma carta do INSS. Com o documento, ele precisa ir até a uma agência bancária indicada pelo órgão e apresentar a documentação de identificação.

Quem não tem conta-corrente pode optar pela emissão do cartão magnético e continuar recebendo a aposentadoria nesta conta. Nessa modalidade, só é possível fazer saques, sejam eles parciais ou do valor total do benefício mensal.

Aqueles que têm conta-corrente podem optar pelo crédito em conta. A partir daí, a movimentação dos valores da aposentadoria segue as regras da conta normalmente. O segurado também pode optar por sacar o dinheiro ou fazer a transferência para outro banco.

A partir do ano que vem, porém, todos os novos pagamentos serão feitos automaticamente por cartão magnético. O cartão, que terá as mesmas funções de um cartão de débito, não obrigará o segurado a abrir conta-corrente em nenhum banco. Com isso, não será cobrada nenhuma taxa ou anuidade do segurado.

Segurança

O INSS diz que a medida trará mais segurança a quem recebe o benefício, uma vez que elimina o saque do pagamento de uma só vez no caso daqueles que optam pela opção do cartão magnético do INSS, e, assim, evita que o segurado saia da agências com todo o valor.

Adriane Bramante, presidente do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário), diz que a medida é positiva desde que seja aplicada como prevista.

“Contanto que não sejam cobradas taxas de uma conta vinculada ao cartão, é algo que dá, sim, mais segurança ao aposentado”, afirma a especialista.

Mudanças à vista | Pagamento do benefício

  • O INSS vai modificar a forma de pagamento do primeiro benefício para aposentados e pensionistas

  • A alteração deverá começar a valer em 2020, conforme anunciou o órgão

Como é hoje?

Para quem não tem conta

  • Quando o segurado se aposenta, é aberta uma conta-benefício

  • Ele tem direito a um cartão, que só pode ser utilizado para o saque da grana do INSS

  • Também é possível fazer a transferência para uma conta-corrente, mediante pagamento de TED (Transferência Eletrônica Disponível) ou DOC (Documento de Ordem de Crédito)

Para quem já tem conta em banco

  • O segurado pode indicar a conta-corrente em que quer receber os valores

Como vai ser a partir de 2020?

  • O segurado vai poder utilizar o cartão-benefício para fazer compras no débito automático

  • Dessa forma, não precisará sacar o dinheiro todo de uma só vez

  • Além disso, os beneficiários não precisarão abrir uma conta-corrente para ter direito ao débito; o cartão estará atrelado à conta-benefício

  • O INSS diz que a medida trará mais segurança ao segurado, que não precisará sair das agências com todo o valor do benefício em mãos 

Sem taxas

  • Os especialistas alertam apenas para que os segurados fiquem atento à cobrança de taxas

  • Segundo o INSS, não será cobrada taxa de administração da conta-corrente

  • Caso a cobrança seja feita, o segurado estará sendo prejudicado, uma vez que caberá a ele o ônus de pagar a anuidade da conta

Fuja dos golpes

O segurado que recebe benefício do INSS deve ficar atento a golpes; veja os cuidados para não ficar no prejuízo:

Nunca forneça seus dados pessoais

  • Não informe dados como nome completo, número de documentos e senhas bancárias a ninguém, nem pessoalmente nem por telefone

  • Se precisar de ajuda para sacar os valores, procure o funcionário do banco ou da lotérica onde vai receber o dinheiro

Não retire todo o dinheiro da sua conta-benefício

  • O famoso golpe da "saidinha de banco" costuma fazer muitas vítimas em todo o país

  • Nele, golpistas esperam o aposentado sacar o dinheiro e, quando saem, criam algum tipo de situação em que conseguem extrair os valores da pessoa e roubá-los

  • Não fale com ninguém ao sair do banco

Deixe claro que não quer outros produtos ou empréstimos

  • Na hora de acertar seu relacionamento com o banco após se aposentar, deixe claro aos atendentes que não autoriza a compra de nenhum serviço extra

  • Se for beneficiário da conta-benefício, não há taxas para pagar, por isso, se houver cobranças, está errado

  • Não faça nenhum tipo de empréstimo sem antes analisar as condições e os documentos e assinar os papéis pessoalmente

Fontes: INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), advogados Adriane Bramante, presidente do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário), Roberto de Carvalho Santos, do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários) e Rômulo Saraiva e reportagem

Erramos: o texto foi alterado

Versão anterior deste texto informava que o cartão-benefício permitia somente o saque do valor total do benefício previdenciário, mas também é possível fazer retiradas parciais, de valores menores. O texto foi corrigido.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.