Carla Perez defende marido de acusação de intolerância religiosa

Evangélico, Xanddy é acusado de suprimir palavra 'candomblé' de letra de música

Xanddy e Carla Perez
Xanddy e Carla Perez - @carlaperez no Instagram

 Carla Perez saiu em defesa do marido, Xanddy, acusado de intolerância religiosa pela cantora Luane Xavier. Ela notou que o baiano, evangélico, suprimiu da canção “Raiz de Todo Bem” o trecho que cita “do canto Candomblé” . A música é normalmente cantada por Saulo, do Harmonia do Samba.
Carla disse que jamais escolheria como par alguém “preconceituoso ou desrespeitoso”. Para Luane, se por algum motivo Xanddy “não pode pronunciar ‘candomblé’, deveria tirar a música do repertório”. O cantor se desculpou pela omissão e disse que não teve intenção de ofender ninguém.

É PIQUE!

Caetano Veloso foi celebrado por amigos e fãs, ontem, ao completar 77 anos. Bruno Mazzeo, Gilberto Gil, João Vicente, Camila Pitanga e Orlando Morais engrossaram o coro de parabéns.

TROFÉU

Seu Jorge ganhou o primeiro prêmio pelo papel de Marighella no filme homônimo de Wagner Moura, que só estreia aqui em 20 de novembro, dia da Consciência Negra. O reconhecimento veio do Bari International Film Festival, na Itália.

INTERVENÇÃO

Ao passar por exames em São Paulo, o cantor Netinho, 53 anos, descobriu outro problema cardíaco. Com gordura localizada no coração, o baiano foi submetido a um cateterismo e colocou mais um stent (prótese cardíaca para evitar obstrução de artérias). Em 2015 ele colocou dois stents, e em 2016, mais dois.

BAILARINA

Bailarina do Theatro Municipal, Renata Bardazzi, 33 anos, trabalha profissionalmente sobre sapatilhas há 14. Começou a praticar a atividade cedo, ainda aos 5, como ocorre com muitas meninas, mas nunca tratou o plié como hobby. Com certificado de master em balé fitness, feito para malhar, essa nativa de Mogi das Cruzes, moradora de São Paulo há anos, nos brinda com belas imagens do ofício em sua  página no Instagram, unindo sensualidade e bom gosto.

 
 
Renata Bardazzi; balé clássico
Renata Bardazzi, bailarina do Theatro Municipal de São Paulo - Daniel Aguiar/Acervo Pessoal
 
Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.