Condenado a 150 anos de prisão é capturado em São Paulo

Criminoso foi julgado por roubos e estupros

Alfredo Henrique
São Paulo

A Polícia Civil prendeu quinta-feira (6) na República (região central de SP) um foragido da Justiça que ficou conhecido como o “maníaco das vídeolocadoras”, por conta de 15 assaltos e três estupros cometidos neste tipo de comércio, na década de 1990. O criminoso está condenado a 150 anos de prisão.

Segundo o Decad (Departamento de Capturas), o ex-vendedor Célio Carlos Magno, 54 anos, cumpriu 26 anos de prisão, em regime fechado, por conta dos crimes atribuídos a ele. Em janeiro deste ano, ele ganhou o direito de responder ao restante da pena em liberdade, por causa da progressão de pena. Sua ficha criminal conta com cerca de 10 metros de comprimento.

Ficha criminal com mais de 10 metros de comprimento do homem condenado a 150 anos de prisão, preso pela polícia. - Divulgação/Polícia Civil

No entanto o MP (Ministério Público), solicitou novamente a prisão de Magno, alegando que ele precisaria cumprir mais 24 anos de prisão. Ao ganhar ciência do pedido, o detento foi à delegacia, questionando que já havia cumprido sua pena. Porém, como havia um mandado de prisão expedido pela Justiça contra ele, o homem foi preso novamente.

Segundo a polícia, em 1993 Magno realizou 15 assaltos em vídeolocadoras e estuprou ao menos três balconistas dos estabelecimentos. Ele usava um revólver calibre 38 que, ainda segundo a polícia, foi comprado em uma antiga loja de departamentos da capital paulista.

O Decap levantou que há 24 processos criminais contra o “maníaco”, com condenações que variam de 5 a 24 anos de prisão.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.