Homem usa metralhadora para roubar farmácia

Assalto ocorreu na zona sul de São Paulo no dia 1º e suspeito foi preso no litoral; veja vídeo da ação

Alfredo Henrique
São Paulo

Um suspeito, identidade não informada, foi preso nesta terça-feira (23) em Mongaguá (89 km de SP), acusado de assaltar uma farmácia usando uma metralhadora, no último dia 1º, no bairro de cidade Dutra (zona sul da capital paulista). Outro suspeito, que também participou do roubo, não havia sido encontrado pela polícia até a publicação desta reportagem. 

Um suspeito, identidade não informada, foi preso nesta terça-feira (23) em Mongaguá (89 km de SP), acusado de assaltar uma farmácia, usando uma metralhadora, no último dia 1º no bairro de cidade Dutra (zona sul da capital paulista) - Reprodução

Segundo captado por uma câmera de monitoramento, os dois criminosos entram na farmácia, no momento em que uma idosa é atendida no balcão. Os ladrões ingressam no estabelecimento com o vigia, já rendido. Um dos bandidos segura uma metralhadora usa um capuz no rosto. Seu comparsa, somente está com um boné. 

Já dentro da farmácia, o ladrão com a metralhadora faz com que a cliente fique atrás de um dos balcões do estabelecimento, ocupado por duas funcionárias. Após deixar o idoso atrás do local de atendimento, a dupla conduz duas farmacêuticas, além do vigia, para atrás de outro balcão , onde fica o caixa com a dinheiro. 

A ação é rápida, durando menos de um minuto. Na sequência, os dois ladrões fogem do local, correndo. Não foi informada a quantidade de dinheiro roubada.  

Com base nas imagens de monitoramento, a Polícia Civil começou a investigar o paradeiro da dupla de ladrões. Na manhã desta terça, foram a Mongaguá. “Ao tomar conhecimento [o criminoso] que os agentes do Deic [Departamento Estadual de Investigações Criminais] estavam à sua procura, tentou fugir a pé, se desvencilhando dos policiais e tentado saltar uma mureta, ocasião em que foi contido”, diz trecho de nota da polícia. 

Após a prisão, o homem teria admitido participação no roubo. Ele também indicou onde havia escondido a metralhadora, que segundo a polícia foi localizada dentro de uma casa, na zona sul da capital paulista. A arma, de origem italiana, estava com carregador cheio. 

O suspeito foi preso em flagrante e encaminhado do litoral para a capital. Ele foi reconhecido pelas vítimas, que também identificaram a arma usada no crime. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.