Descrição de chapéu Centro

Motorista diz que briga motivou atropelamento de 3 na República

Homem compareceu à delegacia, mas seguia em liberdade até esta terça-feira

Alfredo Henrique
São Paulo

O motorista que conduzia um carro que atropelou três pessoas, por volta da 1h30 desta segunda-feira (19) na República (região central da capital paulista) se apresentou à polícia na tarde desta terça-feira (20). Ele, porém, ainda não foi preso nem indiciado por nenhum crime. 

Praça da República, na região central da capital paulista - Rivaldo Gomes/Folhapress

Segundo o delegado Carlos Castiglioni, do 3º DP (Campos Elísios), o motorista alegou em depoimento que o triplo atropelamento foi precedido de uma discussão, seguida de briga. A confusão teria começado após um dos dois amigos, que acompanhavam o condutor, estar urinando na rua. A polícia não informou as identidades do motorista e da dupla de colegas dele.  

“Ele foi repreendido [por uma das três vítimas] por estar urinando. Depois, começou uma discussão e, depois, uma briga”, afirmou o delegado do 3º DP. 

Ainda em depoimento, o motorista alegou que, como a briga “começou a aumentar”, decidiu embarcar no carro, um Ford Fusion de cor clara, com o qual acelerou e acabou atropelando três as vítimas. “Vamos analisar imagens de câmeras de monitoramento, para saber se o condutor acelerou para fugir, ou se usou o carro como uma arma”, explicou Castiglinoni. 

Enquanto as imagens não são analisadas, a polícia não acusou formalmente o motorista do Ford Fusion por nenhum crime.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.