Comerciante é morto na frente de familiares durante assalto na Grande SP

Dois criminosos em uma moto levaram dinheiro que vítima havia recebido

São Paulo

O comerciante Marcos Aurélio Momi Malaquias, 30 anos, foi morto a tiros no momento em que recebia o pagamento, em dinheiro, de uma mulher para a qual havia emprestado grana. O caso ocorreu na noite de terça-feira (14) em Barueri (Grande SP). Nenhum suspeito havia sido preso até a publicação desta reportagem. 

A mulher de Malaquias afirmou em depoimento que acompanhava o companheiro, no banco do passageiro, quando a vítima iria receber o pagamento de um empréstimo que fez para uma "conhecida". 

O comerciante Marcos Aurélio Momi Malaquias, 30 anos, morreu a tiros no momento em que recebia o pagamento, em dinheiro, de uma mulher para a qual havia emprestado grana. O caso ocorreu na noite de terça-feira (14) em Barueri (Grande SP). - Reprodução/Facebook

Quando o pagamento era feito, ainda segundo a mulher, dois suspeitos em uma moto pararam ao lado do comerciante. Um dos ladrões estava armado. Por causa disso, a mulher afirmou que desembarcou do Hyundai Azera, pegou o filho no banco traseiro, e correu. Durante a fuga, ela caiu no chão com a criança. Ambos sofreram ferimentos leves. 

Malaquias foi baleado três vezes no abdômen, uma na costas e uma na mão esquerda. Ele foi encaminhado  ao Serviço de Atendimento Médico Especializado de Barueri, onde já chegou morto. 

O dinheiro que seria pago à vítima foi levado pelos suspeitos e não havia sido recuperado até a conclusão desta edição.  O valor não informado pela polícia.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.