Parques públicos da Grande SP sofrem com falta de manutenção

Em plenas férias escolares, locais tinham brinquedos quebrados e banheiros sujos e fechados

Elaine Cranconato
São Paulo

Em época de férias escolares e de verão, os parques públicos espalhados por cidades da Grande São Paulo têm sido endereços certo de muita gente.

O Vigilante Agora visitou quatro deles na segunda-feira (6), dois no ABC, um em Osasco e outro em Guarulhos. Apesar de terem boa infraestrutura e opções de lazer, como quadras poliesportivas, pistas de skate, parquinhos e pistas de caminhadas, os locais sofrem com falta de manutenção adequada. 

A pior situação encontrada foi no parque Prefeito Celso Daniel, em Santo André (ABC). O brinquedão que existe em uma das árvores estava interditado, pois parte do guarda-corpo estava sem madeiras. Mesmo assim, crianças subiam e desciam da estrutura montada na árvore. 

Os aparelhos de madeira da área de alongamento estão podres e sem as barras de ferro. “Tem uns seis meses, ao menos, que está desse jeito e ninguém substituiu”, reclama o professor de judô Pedro Dezanetti Filho, 71 anos, que diz frequentar a área há 55 anos.

 
 

O Vigilante ainda encontrou banheiros sujos e com sanitários interditados e campos de futebol com alambrados danificados. 

Em São Bernardo (ABC), o parque da Juventude, ponto de referência em esportes radicais, foi revitalizado e reaberto em dezembro. O ponto negativo fica pelo fechamento das pistas de skate, parede de escalada, tirolesa e parque mirim às segundas-feiras, folga dos funcionários. 

“A prefeitura deveria abrir exceções em janeiro e julho”, disse a dona de casa Paula Munhoz, 40 anos, ao lado do filho Miguel, 5.

No Bosque Maia, em Guarulhos (Grande SP), a quadra de basquete estava com a tabela quebrada. No parquinho infantil, balanças estavam interditadas. Crianças nadavam no lago, embora seja proibido. 

No Chico Mendes, em Osasco (Grande SP), o coreto estava interditado com tábuas de madeira e alguns banheiros foram fechados. 

Prefeituras culpam o vandalismo

A Prefeitura de Santo André, gestão Paulo Serra (PSDB), disse, em nota, que há projeto de revitalização da área de alongamento que será concluído neste primeiro semestre. Afirma ainda que o parque é alvo constante de ações de vandalismo e depredação.

A Prefeitura de São Bernardo, gestão Orlando Morando (PSDB), disse que na segunda os equipamentos ficam fechados para manutenção.

A Prefeitura de Osasco, gestão Rogério Lins (PODE), afirmou que o parque passa por revitalização. Já a Prefeitura de Guarulhos, gestão Guti (PSB), não se manifestou. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.