Casal é investigado por receptação de objetos roubados de casa de família morta no ABC

Eles foram levados pela polícia ao Fórum de Santo André, na manhã desta terça-feira (4)

São Paulo

A polícia investiga um casal suspeito de receptação de objetos levados da casa de uma família, encontrada carbonizada dentro do porta-malas do carro das vítimas, no último dia 28 em São Bernardo do Campo (ABC).   

O casal foi levado na manhã desta terça (4) ao Fórum de Santo André (ABC) onde passaria por uma audiência de custódia. 

Não foram informados quais objetos eventualmente teriam sido localizados com o casal investigado.

A polícia ainda cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do homem preso na noite desta segunda (3), acusado de participação no crime. Segundo a polícia, ele é parente da namorada da filha do casal. 

Ana Flávia Menezes Gonçalves, 24 anos, filha do casal e irmã de uma das vítimas, e a namorada dela, Carina Ramos, 31, estão presas desde quarta-feira passada (29).

O caso corre em segredo judicial desde a semana passado. 

Flaviana Gonçalves, o filho Juan e o marido Romuyuki, encontrados carbonizados no carro da família, na estrada do Montanhão, em São Bernardo (ABC) no último dia 28. Filha do casal e namorada estão presas acusadas do crime. - Reprodução/Facebook

Segundo a Justiça, o mandado de busca e apreensão foi expedido para que a polícia localize “eventuais objetos úteis ao deslinde da investigação”. 

Além disso, o carro da família, um Jeep Compass e o das duas suspeitas, um Fiat Palio, foram vistos perto do endereço do suspeito, ainda de acordo com a Justiça. 

Eles teriam ido à residência do homem detido, antes de os corpos serem encontrados carbonizados, na estrada do Montanhão, para deixar objetos roubados da casa da família, levados do condomínio Morada Verde, em Santo André. 

Segundo a polícia, foram roubados cerca de R$ 8.000, dólares, joias e uma espingarda antiga. A casa estava toda revirada.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.