São Paulo investiga 85 casos de suspeita de coronavírus

Mais da metade dos pacientes está na capital paulista, segundo balanço desta quinta-feira

Fábio Munhoz

A Secretaria de Estado da Saúde, da gestão João Doria (PSDB), afirmou que há 85 casos de suspeita de coronavírus em São Paulo. Em todo o país, nesta quinta, eram 132, segundo o governo federal.

O balanço foi passado durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi (zona oeste da capital), que além do governador tucano, teve o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Segundo o balanço da secretaria, do total de casos investigados, 47 pacientes estão na capital paulista. Campinas (93 km de SP) é a segunda cidade com maior número —são três investigados. 

A diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica, Helena Sato, afirma que os pacientes estão bem e se recuperam em suas casas, com o monitoramento de equipes de saúde. 

A orientação, inclusive, é para que só se procure um posto de atendimento quando houver febre persistente e dificuldade para respirar, além de histórico de viagem para países com maior risco de contaminação, afirma. 

O Ministério da Saúde confirmou nesta semana o primeiro caso de paciente com a doença. É um empresário de 61 anos, que mora na capital paulista e está em internação domiciliar. Duas pessoas que estiveram com ele estão entre os suspeitos. Sato não quis confirmar se são parentes.

O empresário esteve com 30 pessoas em um almoço no domingo. Todos estão sendo monitorados pela rede de saúde, além de outros quatro passageiros que estavam no voo em que ele voltou da Itália, conforme disse o  secretário executivo de Saúde Alberto Kanamura, na quarta.   

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.