Descrição de chapéu Grande SP Coronavírus

Empresa que mantém Cidade da Criança, na Grande SP, desiste de fechar parque

Companhia reconsiderou a decisão após acordo com a prefeitura de São Bernardo do Campo

São Paulo

Após anunciar, na última quarta (26), o seu fechamento após 51 anos, o Cidade da Criança, no ABC, permanecerá funcionando.

Um dos parques temáticos mais tradicionais de São Paulo havia divulgado um comunicado explicando as razões da decisão de fechar as portas - uma delas seria a crise provocada pela quarentena, que impediu as atividades no local.

Nesta terça-feira (1), no entanto, a Prefeitura de São Bernardo do Campo, sob gestão Orlando Morando (PSDB), afirmou que a Expoaqua, empresa que administra o complexo, "reconsiderou e vai manter o funcionamento das atividades quando o município avançar para a fase verde do Plano São Paulo."

Segundo a administração municipal, a cidade está na fase amarela, etapa em que não está autorizada a reabertura de parques temáticos.

Ainda de acordo com a prefeitura, a companhia se comprometeu a manter os atuais funcionários do espaço, sem demissões, e a cumprir os protocolos de segurança contra a Covid-19.

Em nota, o Grupo Expoagua confirmou que houve retratação perante o pedido de encerramento das atividades como permissionária do Cidade da Criança. A reconsideração ocorreu por meio de ofício junto à administração municipal, enviado nesta segunda-feira (31).

"A decisão atende a milhares de manifestações, sobretudo em redes sociais, e principalmente em zelar pelos 150 empregos diretos e outros 50 indiretos de funcionários que honraram, ao longo de tantos anos, a manutenção do espaço", diz a nota.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.