Região central da capital paulista lidera em abstenções

Santa Ifigênia, Bela Vista e Jardim Paulista têm os maiores índices de não comparecimento

São Paulo

Os bairros centrais da capital paulista concentraram, neste domingo (29) , os maiores percentuais de abstenção no segundo turno. Em média, praticamente 4 em cada 10 eleitores não compareceram às urnas nesta região.

Na capital como um todo, o percentual foi de 30,81%. Na prática, mais eleitores deixaram de ir às urnas (2,769 milhões) do que votaram em Guilherme Boulos (2,168 milhões).

Os maiores índices de não comparecimento foram registrados na Santa Ifigênia (39,78%), Bela Vista (39,63%) e Jardim Paulista (38,13%). Em números absolutos, o vencedor Bruno Covas (PSDB) recebeu menos votos do que o número daqueles que optaram por não ir às urnas nessas duas primeiras zonas eleitorais. O atual prefeito Bruno Covas, reeleito neste domingo, conquistou 50 das 58 zonas eleitorais de São Paulo.

Com poucas exceções, a abstenção cai conforme as zonas eleitorais se afastam dos bairros mais centrais da cidade. O bairro com maior comparecimento foi Parelheiros (extremo da zona sul), onde 26,41% dos eleitores não foram às urnas.

As 16 zonas com o maior percentual de votos nulos ficam na zona leste, com o Itaim Paulista (13,28%) liderando. O Itaim Paulista também lidera o percentual de votos em branco (6,76%). Os 11 distritos com mais eleitores que optaram pelo voto em branco também ficam na zona leste.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.