Descrição de chapéu réveillon

Veja quais cidades de praias terão restrições para turistas no Réveillon

Na Baixada Santista, Santos e Guarujá bloquearão acesso e Praia Grande irá proibir ambulantes; litoral norte vai liberar quem quiser pular as sete ondas

Martha Alves
São Paulo

Quem faz questão de passar o Réveillon em praias do litoral paulista deve ficar atento se o destino escolhido vai adotar restrições devido à pandemia de coronavírus. Algumas cidades devem começar no dia 31 de dezembro o fechamento de praias, a interdição dos estacionamentos localizados na orla e a realização de barreiras sanitárias para os ônibus e vans com turistas de um dia. Em compensação, outros municípios cancelaram a queima de fogos e shows da virada, mas manterão as praias abertas e o comércio local funcionando com 60% da capacidade.

A Prefeitura de Santos fechará as praias e proibiu o funcionamento de barracas, quiosques e ambulantes na região da orla, da meia-noite desta quinta-feira (31) até a meia-noite de sábado (2). Para evitar aglomerações, serão colorados gradis e telas para fechamento da praia e mais 11 locais públicos, como a praça das Bandeiras, a fonte do Sapo, a praça do Surfista e em frente dos postos de salvamento. Também serão montadas barreiras sanitárias nos acessos à cidade, entre esta quinta e domingo (3), para fiscalizar vans e ônibus com turistas de um dia.

Em São Vicente, a orla será interditada e não será permitido o uso de cadeiras na areia. A prefeitura, porém, não fala em barrar as pessoas na praia.

Bertioga é outra cidade que vai adotar restrições sanitárias para evitar aglomeração de pessoas e o contágio pela Covid. A prefeitura vai fechar praias, jardins e calçadões, das 19h desta quinta até as 7h de sexta. Também estão proibidas queimas de fogos em qualquer área pública, estacionar o carro na orla, funcionamento do comércio e atuação de ambulantes.

A cidade de Guarujá começou a instalar 4.100 gradis e barreiras de contenção de concreto e cavalete às 20h desta quarta-feira (30) na orla para restringir o acesso às praias. Segundo a prefeitura, os bloqueios serão retirados somente na manhã de sábado. Os quiosques estão proibidos de funcionar e os ambulantes de atuar.

Os motoristas devem evitar vias que dão acesso às praias do Tombo e Astúrias que estão bloqueadas a partir das 14h desta quarta. Ficarão interditadas as ruas Nicolau Lopes e Benedito de Abreu, no Tombo e as ruas Alexandre Migues Rodrigues (no acesso à praia), Netuno e Brasilina, nas Astúrias. O trânsito de veículos nas avenidas das praias estará liberado.

Sem fechar

Em contrapartida, algumas cidades não vão fechar praias mesmo com o avanço da pandemia de coronavírus. Um destes municípios é Itanhaém que não realizará a tradicional queima de fogos no Revèillon, mas manterá as praias abertas.

No entanto, a prefeitura proibiu a emissão de ruídos sonoros produzidos por aparelhos de som de qualquer natureza entre as 18h do dia 31 de dezembro e as 8h de 1º de janeiro de 2021 nas praias, quiosques da orla e estabelecimentos comerciais.

Praia Grande vai manter as praias abertas. Ambulantes terão de deixar a areia para limpeza a partir das 18h desta quinta. A prefeitura não vai realizar a queima de fogos da virada do ano e também proibiu que a população faça queima de fogos em locais públicos para evitar aglomerações. Outra medida adotada pela administração municipal é a realização de barreiras sanitárias para orientar motoristas nas duas entradas da cidade, na avenida Ayrton Senna e na rodovia Padre Manoel da Nóbrega.

A Prefeitura de Santos, na Baixada Santista, está realizando barreiras sanitárias para tentar controlar o acesso de turistas e evitar o aumento de casos do novo coronavírus - Divulgação - 27.nov.20/Prefeitura de Santos

O município de Peruíbe também manterá as praias abertas e intensificará a fiscalização para evitar aglomerações de pessoas. Mas como medida preventiva a prefeitura cancelou o tradicional show de fogos, as apresentações musicais na virada do ano e proibiu transportes coletivos fretados de entrar e circular na cidade.

No litoral norte, queimas de fotos e festas também foram canceladas. Mas as praias, que estiveram cheias nesta quinta-feira, ficarão abertas tanto para a virada do ano quanto em todo o feriadão. Serão feitas barreiras sanitárias para tentar barrar eventuais turistas com sintomas de Covid-19.

Veja como devem ser as regras de cada cidade

Santos

Fechamento das praias e proibição do funcionamento de barracas, quiosques e ambulantes na região da orla, da 0h desta quinta (31) até o fim da noite de sexta (1º). Serão colorados gradis e telas para fechamento da praia e locais que possam ser utilizados para aglomerações, como a fonte do Sapo e praças.


Itanhaém

Não haverá queima de fogos no Revèillon e as praias ficarão abertas. No entanto, fica proibida a emissão de ruídos sonoros produzidos por aparelhos de som de qualquer natureza entre às 18h do dia desta quinta e às 8h de sexta nas praias, quiosques da orla e estabelecimentos comerciais.

São Vicente

A orla será interditada e não será permitido o uso de cadeiras na areia. A prefeitura, porém, não fala em barrar as pessoas na praia

Bertioga

As praias, jardins e calçadões ficam fechados das 19h desta quinta até as 7h de sexta, com apoio da Polícia Militar. Também estão proibidos queima de fogos, estacionar o carro na orla, funcionamento do comércio e atuação de ambulantes.

Guarujá

A prefeitura começou a instalar 4.100 gradis e barreiras de contenção de concreto e cavalete às 20h desta quarta-feira (30) na orla para restringir o acesso às praias. Os bloqueios serão retirados somente na manhã de sábado. Os quiosques estão proibidos de funcionar e os ambulantes de atuar.

Praia Grande

Nesta quinta haverá fará bloqueios nas entradas da cidade e ambulantes terão de deixar a areia às 18h para limpeza. Não será feita queima de fogos na praia e a prefeitura proibiu a queima de fogos particulares em locais públicos para evitar aglomerações.

Peruíbe

Manterá as praias abertas, mas cancelou o tradicional show de fogos e apresentações musicais na virada do ano. Transportes coletivos fretados estão proibidos de entrar e circular na cidade.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.