Descrição de chapéu Coronavírus

Cidades do ABC assinam documento de intenção para compra de vacina russa

Imunizante Sputnik V ainda não possui autorização de uso emergencial pela Anvisa; região planeja comprar 150 mil doses

São Paulo

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC assinou nesta quarta-feira (10) um protocolo de intenção de compra da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo instituto Gamaleya, da Rússia contra a Covid-19. A entidade reúne os prefeitos dos municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, todas na Grande São Paulo.

O documento foi apresentado pelo presidente do colegiado, Paulo Serra (PSDB), durante visita ao laboratório União Química, em Guarulhos (Grande SP). Caso o imunizante tenha o uso aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a empresa deverá ser a responsável pela produção da vacina no Brasil.

Instalações da fábrica da União Química, em Brasília (DF), laboratório brasileiro que fechou acordo com o governo russo para produção da vacina Sputnik V - Pedro Ladeira -25.jan.2021/Folhapress

Serra, que é prefeito de Santo André, afirmou que o protocolo entregue nesta quarta não define quantas doses serão adquiridas. "Vamos aguardar a liberação da Anvisa e o início da produção para a gente determinar a quantidade de doses disponíveis", disse. Entretanto, o tucano afirmou que a região "tem no cronograma" a compra de 150 mil vacinas.

"O mais importante é que todas as cidades do Grande ABC estão se mobilizando para que, além das vacinas que estão chegando e já sendo aplicadas, a gente tenha doses extras. Quanto mais vacina, melhor", acrescentou o presidente do consórcio. O documento foi assinado por todos os prefeitos da região.

Recente análise publicada na revista científica britânica The Lancet afirma que a Sputnik V obteve eficácia de 91,6% na fase 3 dos testes, que foram realizados em cerca de 20 mil participantes. Não houve relatos de efeitos adversos graves.

No dia 2 de fevereiro, o Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) já havia assinado termo de intenções para aquisição de 300 mil doses da Sputinik V. O colegiado reúne os municípios de Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano.

Além dos consórcios regionais, os governos do Paraná e da Bahia já assinaram protocolos de intenções para a realização de testes e desenvolvimento da vacina Sputnik V. O governo baiano, gestão Rui Costa (PT), já anunciou que pretende comprar 50 milhões de doses do imunizante russo.

Vacinação no ABC

Ao todo, o ABC Paulista já recebeu 123,5 mil vacinas contra a Covid-19, incluindo um lote de 54,1 mil doses da Coronavac que chegou à região nesta quarta. Os municípios também contam com doses do imunizante Oxford/AstraZeneca.

Segundo o Vacinômetro, plataforma do governo estadual, gestão João Doria (PSDB), o ABC Paulista havia vacinado 70.028 pessoas até as 15h desta quarta. De acordo com estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a região possui 2,8 milhões de habitantes. Ou seja, o total de pessoas que já receberam o imunizante é de 2,5%.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.