Descrição de chapéu Coronavírus

Vacinação de idosos acima dos 85 anos começa nesta sexta (12) nas UBSs de SP

Serão 86 mil doses de imunizante para esse público; morador de rua acima de 60 também será vacinado

São Paulo

A Prefeitura de São Paulo, gestão Bruno Covas (PSDB), começa a vacinar os idosos com 85 anos ou mais nesta sexta-feira (12), nas 468 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da capital paulista e em outros três postos montados em centros escola. A vacinação para este público-alvo na cidade começou nesta quinta-feira (11), em cinco pontos de drive-thru.

A imunização para os maiores de 85 também tem início nesta sexta em todo o estado. São cerca de 309 mil idosos nessa faixa etária nos municípios paulistas.

Segundo a Secretária Municipal de Saúde, serão disponibilizadas 86 mil doses para vacinar os idosos entre 85 e 89 anos. Esse número de doses é a estimativa do público-alvo, de acordo com a pasta.

Segundo a gestão, a cidade superou a meta de idosos com 90 anos ou mais vacinados. No balanço da prefeitura, 34.481 idosos foram imunizados com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 até a noite de quarta-feira. Esse número supera a meta de 32.837 idosos com mais de 90 anos.

A prefeitura diz que acolheu idosos de outras cidades, "o que fez com que um número maior viesse a ser vacinado". "Aqui na cidade de São Paulo o SUS é porta aberta, a gente não nega atendimento a ninguém", diz o prefeito paulistano.

Aplicação da segunda dose em profissionais de saúde da linha de frente, idosos em instituições de longa permanência e indígenas também começa nesta sexta. Segundo Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde, a capital conta com 203 mil vacinas para aplicar essa segunda dose.

Aparecido também diz que espera antecipar demais faixas etárias após a chegada dos insumos para vacina vindos da China.

Morador de rua

Também nesta sexta, será iniciada a vacinação dos moradores de rua com 60 anos ou mais. São 2.200 doses disponíveis para esse público. "Trata-se de uma solicitação do Ministério Público e da Defensoria Pública que a Prefeitura vai atender através da rede que faz visitação aos moradores de abrigos municipais ou de pessoas que estão na rua", disse Covas.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.