Descrição de chapéu Coronavírus

Cajamar, na Grande SP, suspende aplicação de 2ª dose de vacina

Prefeitura alega estoque baixo, mas governo João Doria (PSDB) afirma ter enviado quantidade suficiente de imunizante para o município

São Paulo

A Prefeitura de Cajamar (Grande SP) anunciou a suspensão temporária das aplicações de segunda dose, em sua campanha de vacinação contra a Covid-19, alegando atraso no envio de lotes de imunizantes por parte do governo estadual.

O governo João Doria (PSDB), porém, afirma ter destinado 11.433 doses de imunizantes contra a Covid-19 à cidade da Grande SP, que notificou até o momento a aplicação de 9.047 doses de vacina, segundo a plataforma VaciVida, usada para o controle e distribuição de imunizantes em São Paulo.

Com base nos números, há ainda 2.300 doses de vacina disponíveis em Cajamar, quantidade confirmada ao Agora, nesta quinta-feira (22), pela gestão Danilo Joan (PSD). No entanto, a prefeitura diz que, deste total, somente 130 podem ser usadas como segunda dose em pessoas já imunizadas com a Coronavac.

O restante do lote, acrescentou, é constituído por 1.440 doses da Astrazeneca/Oxford e 540 da Coronavac, mas que estão reservadas como primeira dose para pessoas com 64 anos, que passam a ser imunizadas a partir desta sexta-feira (23) em todo o estado.

“Assim que o governo de São Paulo restabelecer o envio das doses, a Secretaria da Saúde [municipal] entrará em contato imediatamente com todas as pessoas que estão com a segunda dose pendente para fazer o agendamento”, diz trecho de nota do município, acrescentando que 970 pessoas, imunizadas com uma dose da Coronavac, foram impactadas com a falta da segunda.

0
Profissional da saúde segura ampola de vacina contra a Covid-19 - Rivaldo Gomes/28 jan. 2021/Folhapress

Segundo dados do governo estadual, Cajamar havia imunizado contra o novo coronavírus, até a manhã desta quinta-feira (22), 9.047 pessoas, sendo 6.368 com a primeira dose e 2.679 com a segunda. Até por volta das 20h do dia 19, data mais recente divulgada pelo governo municipal, 144 pessoas haviam morrido e 3.276 testado positivo para a Covid-19 na cidade.

A Secretaria Estadual da Saúde afirmou enviar "doses suficientes" para "garantir a imunização em primeira e segunda dose" para todas as prefeituras paulistas.

A Prefeitura de Cajamar (Grande SP) anunciou a suspensão temporária das aplicações de segunda dose, em sua campanha de vacinação contra a Covid-19, alegando atraso no envio de lotes de imunizantes, por parte do governo estadual. - Reprodução/Prefeitura Cajamar

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.