Descrição de chapéu Coronavírus Grande SP

Santo André e São Bernardo decretam toque de recolher a partir de segunda (31)

Cidades vão restringir circulação de pessoas entre 22h e 4h

São Paulo

As prefeituras de Santo André e São Bernardo do Campo, na região do ABC, decidiram retomar o toque de recolher noturno, que vai das 22h às 4h, para conter o avanço da Covid-19 a partir da próxima segunda-feira (31).

Entre fevereiro e março deste ano, as duas cidades já haviam adotado a medida restritiva por conta do aumento na ocupação de leitos em hospitais causados pela Covid-19.

Em Santo André, gestão Paulo Serra (PSDB), o horário restritivo ficará em vigor até o dia 14 de junho. Durante esse período, o comércio em geral poderá funcionar até as 21h. Depois, atendimento só no delivery. Já o transporte coletivo municipal estará suspenso das 22h às 4h.

Fila de carros em drive-thru de vacinação na cidade de Santo André, no ABC - Rivaldo Gomes - 2.mai.21/Folhapress

Além disso, ficará restrita a circulação de pessoas e veículos, com exceção dos casos de necessidade, urgência e emergência. Segundo a prefeitura, não está prevista a aplicação de multa para quem descumprir o toque de recolher, mas sim ações de conscientização e orientação. "Não tá tranquilo. O que a gente viu nos últimos sete dias é mais de 20% de crescimento nas internações”, afirmou Serra durante uma live realizada na quarta-feira (26). O decreto será publicado neste final de semana no Diário Oficial da cidade.

Além de anunciar o toque de recolher, o prefeito tucano afirmou na live que a cidade fará testagem em massa na população para Covid-19 em junho. Segundo Serra, a meta é testar 30 mil pessoas por dia. O público-alvo da ação será pessoas com idades entre 18 e 60 anos economicamente ativas e que ainda não foram vacinadas.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta quinta (27), Santo André tem 54.834 casos confirmados da doença e 2.091 mortes. A taxa de ocupação de leitos de enfermaria é de 49% e de UTI 59%. No total, a cidade já aplicou 296.891 doses da vacina. São 197.001 moradores com a primeira e 99.890 com a segunda dose. A taxa de isolamento está em 40%.

São Bernardo terá barreiras policiais

Já em São Bernardo, gestão Orlando Morando (PSDB), o toque de recolher terminará em 13 de junho. Até lá, as atividades comerciais também estarão autorizadas a funcionar até as 21h. Depois desse horário, só delivery. Os ônibus municipais não poderão circular entre as 22h e 4h.

Além disso, a prefeitura afirma que barreiras policiais serão montadas em pontos estratégicos pela GCM (Guarda Civil Municipal) para fiscalização das medidas com apoio das Polícias Militar e Civil.

Também será proibida a prática de esportes coletivos em áreas públicas e privadas, lutas de artes marciais e o funcionamento de saunas e vestiários. “Se todo mundo colaborar, nós não precisamos fechar [a cidade] de novo”, afirmou Morando em uma live gravada na quarta. A prefeitura afirmou que o decreto será publicado no Diário Oficial do município nesta sexta-feira (28).

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado hoje (27), São Bernardo tem 73.655 casos confirmados de Covid-19 e 2.559 mortos pela doença. A taxa de ocupação de enfermaria é 65% e a de UTI 76%. Até agora, 188.565 moradores receberam a primeira dose da vacina e 96.257 a segunda, totalizando 284.822 doses aplicadas do imunizante. A taxa de isolamento é de 41%.

Demais cidades do ABC

As prefeituras de São Caetano do Sul, do prefeito Tite Campanella (Cidadania), de Diadema, gestão José de Filippi Júnior (PT), e de Ribeirão Pires, de Clóvis Volpi (PL), disseram que seguirão o Plano São Paulo do governo estadual, gestão João Doria (PSDB).

Já Rio Grande da Serra, gestão Claudinho da Geladeira (Podemos), disse que aguarda uma decisão do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, órgão que reúne os sete municípios da região. Por fim, Mauá, gestão Marcelo Oliveira (PT), declarou que ainda não há uma posição sobre o assunto.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.