Voltaire de Souza: Escolhendo o tratamento

Voltaire de Souza

Dúvidas. Debates. Investigações.
Prossegue a CPI.
O senador Dinauro Feitosa não faltava a uma sessão.
—Se eu faltar, os comunistas tomam conta.
Ele defendia com muita competência o governo Bolsonaro.
—Comprar vacina? Mas que besteira.
Os relatórios estavam todos anotados com marcador amarelo.
—Olha aqui. Não teve tanta morte assim.
Ele começou a gritar.
—E sabe por quê?
A pausa foi dramática.
—Por causa da cloroquina.
Ele sorriu para a convidada do dia.
—Não é, doutora?
Uma famosa médica bolsonarista prestava depoimento.
—Exatamente, senador.
—A senhora, que é a capitã Cloroquina…
—Não, não… isso é exagero.
—Exagero? Pois acho que a senh…
Ele começou a tossir.
—A hhenhora… devia ser promovhhh....
Ele ia ficando vermelho. Sem fôlego.
Veio uma tontura.
—Promovhhid… a generrrrkkh… general.
Os sintomas eram de Covid.
A médica ia se aproximar.
A reação de Dinauro foi clara.
—Essa japonesa aí não… manda a outra… a morenaça.
Tratava-se de outra doutora. Crítica ao governo.
Fazendo sucesso nas redes sociais depois de ir à CPI.
A beleza, por vezes, é como a ciência.
Não tem ideologia.

presidente da CPIPANDEMIA, senador Omar Aziz (PSD-AM); relator da CPIPANDEMIA, senador Renan Calheiros (MDB-AL).
Dúvidas. Debates. Investigações. Prossegue a CPI. - Edilson Rodrigues/Agência Senado

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.