SP vacina 23,6 mil crianças no dia D da campanha contra o sarampo

Número de comparecimento nos postos corresponde a apenas 13,3% da meta do governo do estado

Alfredo Henrique
São Paulo

O Dia D de vacinação contra o sarampo, realizado neste sábado (19), vacinou 23,6 mil crianças com idades entre seis meses e menores de cinco anos em todo o estado de São Paulo. Desde o início da campanha, no dia 7 deste mês, foram imunizadas 71,7 mil crianças nesta faixa etária. 

Segundo o governo do estado, gestão João Doria (PSDB), 294,2 mil crianças estiveram em postos de saúde do estado desde o início da campanha, representando 13,3% da meta de 2,2 milhões de comparecimentos, estimados até o fim desta fase da campanha, que ocorre na sexta-feira (25).

“O público-alvo da campanha deve ser levado aos postos de saúde, preferencialmente com a carteirinha de vacinação, para que um profissional verifique a necessidade de aplicação da dose [da vacina]”, diz trecho de nota da Secretaria de Estado da Saúde.

Na capital paulista, segundo a gestão Bruno Covas (PSDB), foram imunizadas 4.171 crianças no sábado e, desde o início da campanha, foram 13.944. Ao todo, 58 mil crianças estiveram em postos de saúde da capital entre o dia 7 de outubro e este sábado.

0
Criança é vacinada em posto volante no parque Ibirapuera, na zona sul de São Paulo - Rivaldo Gomes - 1º.set.18/Folhapress

Após a conclusão da primeira fase de vacinação, jovens de 20 a 29 anos serão o público alvo da campanha de vacinação contra o sarampo, com a realização de outro “Dia D” entre os dias 18 e 30 de novembro.

A tríplice viral aplicada nos postos protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Os médicos ressaltam que o sarampo é uma doença contagiosa que pode levar à morte e a vacina é a melhor forma de prevenção.

O programa estadual de imunização indica que, entre um ano e 29 anos de idade, deve-se ter duas doses da vacina contra o sarampo constantes no calendário.

Estado teve 12 mortes

Segundo o governo do estado, gestão João Doria (PSDB), 12 pessoas morreram por conta do sarampo no estado de São Paulo neste ano.

Os três casos mais recentes foram de uma bebê de dez meses, de Itapevi, de um menino de um ano, de Francisco Morato (ambos na Grande SP) e um homem de 53 anos, de Santo André (ABC).

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.