Cidade de São Paulo deve ter o dia mais quente do início de ano nesta quarta

Agência diz que temperatura pode chegar aos 34º e há mais previsão de chuva para o resto da semana

São Paulo

A cidade de São Paulo deverá ter seu dia mais quente desde início de ano na tarde desta quarta-feira (19). Segundo a agência Climatempo, a temperatura poderá atingir máxima de 34ºC (a mínima será de 22ºC).

Termômetro na avenida Paulista marca temperatura elevada - Rubens Cavallari - 31.jan.19/Folhapress

Com dados do mirante de Santana (zona norte) do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), do governo federal, a Climatempo diz que a temperatura mais elevada do ano até agora foi registrada em 27 de janeiro (33,7ºC). Há previsão de pancadas de chuva, principalmente à tarde e à noite.

O risco de chuva forte aumenta na quinta (20) e na sexta-feira (21), com a passagem da frente fria por São Paulo, segundo a agência.

Dados do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), ligado à Prefeitura de São Paulo, gestão Bruno Covas (PSDB), até as 19h desta terça-feira (18), foram computados 237,7 mm de chuva em fevereiro na capital, o que equivale a 9,6% acima da média esperada para o período, que é de 216,7 mm 

A medição foi logo após fortes chuvas voltaram a cair na Grande São Paulo e causaram transtornos, principalmente no transporte público.

Na estação Hospital São Paulo da linha 5-lilás do metrô, o temporal causou infiltração. Diversas goteiras surgiram no local e baldes foram espalhados para tentar conter os vazamentos de água.

O Metrô afirmou irá "acionar a garantia da obra para verificar a natureza das goteiras e fazer os ajustes necessários".

Na linha 1-azul do metrô, os trens funcionaram com velocidade reduzida e maior tempo de parada devido à falha em equipamento de via na estação Paraíso.

Na linha 15-prata, a lentidão ocorreu por conta da falha no sistema de alimentação elétrica na região da estação Fazenda da Juta.

Na CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), a linha 10-turquesa apresentou operação parcialmente interrompida entre às 18h30 e às 19h. Os trens da companhia não trafegaram entre a estação Santo André e a estação Capuava, por conta de alagamento. 

Na capital, os motoristas tiveram dificuldades para trafegar pelas avenidas Professor Abraao de Morais e Ricardo Jafet (zona sul) por conta de enchentes.

Em Santo André (ABC), a avenida dos Estados ficou em baixo d'água.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.