São Paulo já tem 240 mil veículos cadastrados para isenção do rodízio

Cerca de 30% das placas liberadas são de profissionais que atuam no setor de saude

São Paulo

A Prefeitura de São Paulo cadastrou 241.131 veículos com direito a isenção no megarrodízio, implantado na capital paulista na última segunda-feira (11).

Das solicitações, 71.678 foram enviadas por profissionais da área da saúde, que atuam em lugares como hospitais, clínicas, UBS (Unidade Básica de Saúde) e profissionais autônomos do setor, chegando a quase 30% do total.

Segundo a gestão Bruno Covas (PSDB), foram 191.433 solicitações por e-mail e pelo Portal SP156. O número de placas liberadas é maior que o de solicitações porque as empresas de serviços essenciais enviam, em cada pedido, diversas placas.

Na quinta-feira (14), a prefeitura ampliou a isenção para grávidas e pessoas com doenças graves.

Ao todo, a capital conta com cerca de 8,3 milhões de veículos, segundo o IBGE. A meta da prefeitura é tirar 50% da frota das ruas por dia por causa da pandemia do novo coronavírus.

As solicitações de isenção são realizadas pelo e-mail isencao.covid19@prefeitura.sp.gov.br ou pelo Portal SP156 (https://sp156.prefeitura.sp.gov.br/). E a partir desta sexta-feira (15), também é possível fazer o pedido no site https://rodiziocovid19.cetsp.com.br/.

Dentre os profissionais que têm o direito à isenção, estão os que prestam serviço na área da saúde, servidores que exercem atividades de segurança e fiscalização administrativa, servidores e contratados do serviço funerário e da assistência social e profissionais de órgãos de imprensa.

Com o megarrodízio implantado na segunda, veículos com placas final par só podem circular em dias pares. Os com placas final ímpar, estão liberados para rodar em dias ímpares.

O rodízio é válido para todos os dias da semana, inclusive sábados e domingos, e as restrições para circulação são válidas para toda a cidade, não apenas para o centro expandido, como antes. Além disso, o horário de proibição para andar com o carro também aumentou. As restrições à circulação são válidas durante todo o dia, entre a zero hora e às 23h59.

Em nota, a administração municipal afirma que "o rodízio extraordinário de veículos se soma aos esforços da Prefeitura de São Paulo no combate à pandemia de Covid-19. O objetivo é ampliar isolamento social, permitindo a circulação dos profissionais que fazem parte dos serviços essenciais".

A gestão Covas, porém, não conseguiu atingir o objetivo de aumentar a permanência das pessoas em casa. Segundo dados do governo do estado, gestão João Doria, o índice de isolamento social na capital na quinta-feira (14) foi de 49%, superior aos 48% de terça e quarta e igual ao de segunda. Segundo o prefeito, o rodízio de veículos poderá ser interrompido quando a taxa alcançar ao menos 55%.

Com a imposição de um rodízio de veículos mais rigoroso, aumentou o número de passageiros no transporte público nesta semana, como mostrou o Agora.

Recomendações para pedir isenção

  • Evite erros que possam levar ao indeferimento do pedido
  • As placas do veículo devem ser informadas apenas com letras e números, sem espaços entre as letras e os números
  • O CPF e o CNPJ devem ser preenchidos apenas com letras e números. Não usar ponto, hífen, espaço ou qualquer outro sinal gráfico
  • Envie apenas uma tabela de Excel por email
  • Não anexe nenhum outro documento além da tabela de Excel
  • Não envie a tabela em outro formato. Se ela for preenchida no aplicativo Numbers (usado em dispositivos da Apple), por exemplo, deve ser salva como arquivo de Excel;
  • Não envie arquivo acima de 10 MB;
  • Não altere o padrão estabelecido na tabela anexada;
  • Não deixe de informar os dados solicitados na tabela ou no corpo do e-mail;
  • Nos pedidos por e-mail, lembre-se de fazer a declaração expressa de veracidade das informações

Fonte: Prefeitura de São Paulo

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.