Verdão derrota a Chape e segue firme na liderança do Brasileiro

Com a vitória, o Palmeiras engata a oitava vitória consecutiva nesta temporada

Marcelo Mora

A cada rodada do Brasileirão, uma certeza vai se confirmando: o Palmeiras é o líder a ser seguido --bem de perto, de preferência-- e a ser batido. Mesmo sem os três pontos da vitória sobre o Botafogo, pela sexta rodada, o Verdão segue isolado na liderança, com 16 pontos em seis jogos.

Neste domingo (2), a vítima da vez foi a Chapecoense, que levou 2 a 1 em plena Arena Condá, em Chapecó. Dudu e Marcos Rocha anotaram para os visitantes e Everaldo, de pênalti, descontou. Foi a oitava vitória consecutiva dos palmeirenses.

Já são 30 jogos seguidos sem derrota pelo Brasileirão, a terceira maior marca da história da competição.
O perseguidor mais próximo é o Atlético-MG, com 15 pontos e um jogo a mais. No confronto direto pelo primeiro turno, o time de Felipão venceu por 2 a 0 o Galo mineiro.

Foto do jogo Chapecoense x Palmeiras
O lateral direito Marcos Rocha, autor do gol do Palmeiras, é abraçado pelo volante Bruno Henrique, capitão alviverde, na vitória sobre a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó. - Cesar Greco/Divulgação/Ag.Palmeiras

Além disso, vale lembrar que o Verdão é o único invicto do Brasileirão. Como diz o treinador palmeirense, "são só números". A cada rodada, porém, são números de uma campanha cada vez mais consistente rumo ao bi. A esperança para os demais times será a parada para a Copa América, daqui a duas rodadas.

As duas primeiras chances foram da Chapecoense, ambas com Rildo. Na primeira, aos 9min, a bola passou rente à trave. Um minuto depois, o atacante chegou a balançar as redes após receber livre pela esquerda área. O VAR flagrou o impedimento de Rildo no lance, e o gol foi anulado.

Depois dos sustos, o Verdão, aos poucos, retomou o domínio do jogo e passou a rondar a área adversária. O goleiro Tiepo fez boas defesas em chutes de Zé Rafael e de Lucas Lima.

Aos 31min, Zé Rafael fez mais uma boa jogada e, mesmo caído, conseguiu tocar para Dudu, livre pela esquerda da área. O palmeirense bateu na saída do goleiro e colocou o Palmeiras na frente. Três minutos depois, a imprudência de Deyverson em sua área acabou resultando em penalidade para o time da casa --a bola bateu em seu braço ao saltar para tentar barrar o ataque adversário.

Mais uma vez o árbitro de vídeo foi acionado e confirmou o pênalti. Everaldo bateu no canto direito de Weverton e deixou tudo igual.

No último minuto da etapa, o lateral Marcos Rocha fez um golaço ao pegar de primeira bola rebatida e mandar no ângulo: 2 a 1.

Na segunda etapa, a Chape foi para cima e até levou perigo à meta de Weverton. O Palmeiras tratou de se defender e aguardou o momento certo de contra-atacar. E, ao apito final, mais três pontos fora de casa.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.